Capa do blog.

4 de março de 2017

Os 13 Porquês - Jay Asher | Resenha


Olá, terráqueos! Estou participando de uma Leitura Conjunta, onde lemos 1 livro por mês e, para minha felicidade, o livro escolhido para nossa leitura em fevereiro foi Os 13 Porquês. Queria muito ler ele por causa dessa hype devido a série do Netflix (clique para assistir o trailer), que estréia dia 31 de março. Maaas não quero me alongar muito aqui porque a resenha ficou bem longa - me desculpem por isso -, então, confiram!


Pelas ruas desertas e escuras, os passos de Clay são abafados por sua respiração entrecortada. Se ele pudesse ouvi-los, ou se pudesse ter uma imagem de si mesmo, veria um adolescente alucinado, em uma busca desesperada. Do quê?

Ao chegar da escola naquela tarde, um pacote sem remetente, endereçado a Clay, lhe dá boas-vindas na porta de casa. O pacote contém sete fitas cassete embrulhadas em plástico bolha. Play. A voz de Hannah Baker. Morta há algumas semanas. Suicídio por overdose de remédios, E o primeiro amor de Clay.
.

Apesar do tema delicado, a leitura de Os 13 Porquês fluiu muito muito bem. Ele é sem dúvidas o tipo de livro que você pega e não quer largar mais! Isso tudo devido à escrita do Jay Asher que, mesmo esse sendo seu primeiro livro, é realmente muito boa. Uma escrita leve para um tema pesado.

Além disso, os personagens são bem construídos, e a cada página você se preocupa - ou odeia - mais eles, chegando até mesmo a ter a impressão de que a Hannah ainda está viva. E, mesmo com um pé atrás com o Clay, você não deixa de torcer para que ele esteja bem.

A cada fita a história fica mais tensa, mas nenhuma é como a última, onde você finalmente se dá conta de que mais nada pode ser feito para salvar a Hannah. No entanto, na página final nós percebemos o real intuito dela, ou até mesmo do livro: salvar outras pessoas de um final tão trágico quanto o que ela teve.


Não consegui encontrar defeitos no livro! A única coisa que me chamou atenção durante a leitura de Os 13 Porquês foi uma personagem que pareceu um tanto jogada lá só para preencher o espaço. Mas no final nós ficamos sabendo que o autor tinha um propósito ao colocá-la ali.

Ah! E uma outra coisinha: pra mim os motivos pelos quais a Hannah cometeu suicídio pareceram muito pequenos. Mas conforme fui lendo, percebi que era exatamente isso que o autor queria nos mostrar e nos fazer refletir sobre como pequenos atos podem influenciar tanto na vida do outro, e a entrevista dele no final do livro só confirmou ainda mais isso. Se você já leu e não percebeu nada do que tô falando, volta lá na página 249, pergunta 8, parágrafo 2.

Outra pequena observação: um ponto fraco foi o fato de não haver personagens LGBT ou negros no livros, mesmo que o trailer mostre alguns, não lembro de citações sobre isso durante as 244 páginas que li.


Além do conteúdo do livro ser praticamente perfeito, a edição dele também é muito muito legal! A capa é linda - bem mais bonita do que a versão gringa - e dentro ainda tem um mapa da cidade (veja quase completo) que contribui muito com a imersão na história. É muito legal acompanhar as estrelas vermelhas que o Clay visita - você pode também ouvir as fitas clicando aqui (têm spoiler nos nomes dos vídeos)!

No final ainda temos uma entrevista com o autor, que acrescentou muito à história do livro - é importante que vocês não pulem essa belezinha (!) -, e também telefones e endereços úteis para pessoas que se identificaram com os sintomas da Hannah. Entretanto, o livro não tem um trigger warning, ou aviso de gatilho, alertando sobre suicídio e estupro, que é muito necessário apesar dos telefones e endereços.

A editora também teve muito cuidado com a diagramação, que é muito muito boa, e com os detalhes no começo de cada fita/capitulo. Além das folhas amareladas que todo amante de livros ama!

Autor: Jay Asher
Editora: Ática
Páginas: 244 + entrevista
Nota final: 5 estrelas - perfeito
Me contem se já leram ou se ficaram com vontade de ler! Ansiosos pra série? E mais uma vez, me perdoem pelo tamanho da resenha - além de ter muito pra falar sobre o livro, hoje eu estou realmente inspirada. Hahahaha (:
REDES SOCIAIS
Facebook   Instagram  |  Twitter  |  Tumblr  |  Skoob
#Compartilhe esse post:

4 comentários:

  1. Já li várias resenhas desse livro. Parece trazer ensinamentos bem importantes para a nossa vida né?

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Então, eu fui descobrir que tinha um livro depois que saiu o teaser da série e vi a Selena Gomez comentando sobre, mas fiquei LOUCA pra ler, ainda mais agora depois da sua resenha (que foi a primeira que li a respeito). Não vejo a hora de ler o livro e assistir a série!
    beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Karen.
    Quando eu li esse livro fui com muita sede ao pote e acabei me decepcionando um pouco. Eu tinha lido um muito bom com o mesmo tema e fiquei comparando os dois. Mas quero ver a série sim. Concordo com você sobre os motivos dela não terem sido tão forte, mas acho que foi essa a intenção mesmo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Esse é o livro que eu preciso ler! Vou ler só depois de assistir a série, porque sou dessas que só se esforça pra ler os livros depois que saiu filme/séries...
    Mas voltando à série, eu to ansiosíssima! Que premissa forte, arrebata mesmo nossas atenções e sem contar que Netflix só dá pisão, então não tenho o que esperar menos que a perfeição, não é mesmo?
    Beijooos
    http://paraliseiobico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Todos os Direitos Reservados | Theme Designed by Seo Blogger Templates | Adaptação completa por: Alan Calvin!
back to top